domingo, 23 de dezembro de 2012

Historia do mês : A Medicina em minha vida




      Ola amigos , venho através desta, contar-lhes um pouco de minha história, sou croata filho de mãe  Japonesa e de pai Sul Africano , desde sempre morei na Colômbia, mas hoje resido em Butão, tive uma infância normal, com muitos amigos e muitas namoradas,tive uma boa educação, fiz o primário no Iêmen, o Médio em Taiwan , me formei em Medicina em Serra Leoa.
      Sempre gostei de medicina, quando pequeno costumava brincar de médico com a minha vizinha Nicaraguense que nasceu na Irlanda e filha de pais Coreanos,meu primeiro amor, lembro-me muito bem de sua fisionomia, aquele cabelo cor de gelo, aquelas rugas que mais parecia o Grand Canyon visto de cima, sua muleta, a posição corcunda que ela ficava quando caminhava, a sua linda voz parecida com o Donald, lembro-me também, da felicidade dela, quando dei a ela o primeiro presente do dia dos namorados, sempre gostei de coisas românticas, ela ficou tão linda com aquela dentadura , sim meus amigos, ela era uma jovem muito simpática.
      Mas digo-lhes não foi a brincadeira de médico com a Juscicléia, o que me fez escolher a medicina , foi outro fato que me aconteceu no auge de meus 8 anos.Minha mãe havia acabado de me pedir para buscar um pouco de feijoada na padaria, dizia ela que estava com saudade de comer algo de sua terra, durante o percurso a pé da minha casa até a padaria do Seu Antônio duas cidades depois da minha, lembro-me de um gato em cima de um muro em uma casa velha, ele estava tão belo com aquelas sarnas, os seus pelos caindo, a sua perna quebrada que balançava ao vento, estava latindo para os outros gatos que andavam pela rua, creio eu que estava no cio e estava querendo uma gatinha pra fazer uns herdeiros pois a cada gata que passava ele mugia mais alto e andava de uma lado para o outro na tentativa inútil de chamar atenção, estava um dia lindo e calmo, com uma temperatura amena nas casas do 40°c, e uma neve linda encobria as ruas da cidade,mas a cena a seguir chocou a todos os presentes no local, ela não me sai do pensamento e assombra-me ate os dias de hoje, um mendigo bêbado vinha com sua Hornet 600cc a 295 km/h , vi o momento em que ele tentou desviar de um pequeno filhote de urso polar que estava perdido na avenida, ele fez a manobra com sucesso ,mas bateu de frente ao muro ao qual o gato estava , lembro do uivo do felino quando o notebook do mendigo saiu da mochila e o acertou em cheio, sai em uma corrida desesperada para ajudar o pobre animal , lembro de ter passado por um das pernas do pobre sr que acabará de bater sua moto ,e depois de mais 10 metros passei por um de seus braços e pela outra perna, é claro que pedi licença, fui criado com um lema :  "a educação vem antes de tudo."
      Quando cheguei perto do gato ele deu um fraco latido , logo vi que a sua situação não era das melhores, talvez tenha me dado conta da situação quando percebi que a outra metade de seu corpo estava ainda em cima do muro , continuando a andar de um lado para o outro. Querendo salvar a vida daquele pobre animal, tirei da minha mochila uma faca tramontina que sempre carregava comigo, eu sabia naquele momento, não tinha jeito, não havia outra solução teria que fazer uma cirurgia de emergência no bichano , infelizmente não tinha o mesmo conhecimento de medicina, igual ao que tenho hoje em dia, quando enfiei a faca nele, ele deu uma miada, me mandou tomar no cu, xingou o SUS , e logo depois veio a óbito !!
     Após tal acontecimento decidi a dedicar a minha vida a salvar outras vidas , ah sim, em relação ao mendigo , ele ficou bem, conseguiram recolocar a cabeça dele de volta no corpo junto com seus braços e pernas , ganhou fama depois de participar de um clipe sobre zumbis de um astro pop mundialmente conhecido que também faleceu a pouco tempo... 
      Depois de tudo fui admitido na Havard University uma universidadezinha Norte Americana, não tem tanto prestigio quanto a Universidade de Ibitipoca no Brasil ao qual infelizmente fiquei abaixo da média no Vestibular, devido ao fraco ensino da instituição, resolvi me mudar para Serra Leoa tendo assim um nivel mais elevado de ensino e terminar meus estudos na área da medicina, agradeço a minha formação la, pois me transformou no profissional que hoje sou, mantenho bons números em minha carreira profissional , até o momento foram 699 pacientes atendidos  desde cortes no dedão até dor de ouvido , 2,56 % desses pacientes ficaram paraplégicos , 0,44 % estão  na fisioterapia ,um número que não levo em consideração pois não gosto de me gabar, mas tenho orgulho de dizer que apenas 97% dos casos terminaram em Óbito dos pacientes.
     Peço-vos licença pois terminarei de fazer uma cirurgia cardíaca em um paciente aqui do lado, e pelo que vejo aqui, o seu coração parou de bater faz uns 20 minutos, 20 min e 02 segundos agora , vou apenas comprar minha Ruffles no bar aqui da frente e voltarei para terminar este procedimento delicado.
    Caso precise de um médico não se esqueça de mim.
    Contarei mais de minha vida em outra ocasião , passar-lhes bem senhores e senhoras.


Comentários
2 Comentários